Saiba mais sobre a história da Papely

ATUANDO NO SEGMENTO DE EMBALAGENS HÁ MAIS DE 40 ANOS

A Papely atua no segmento de embalagens há mais de 40 anos, com unidade fabril em Sorocaba e clientes em diversas cidades. Os investimentos sistemáticos no processo produtivo são diferenciais em nossos produtos e serviços, dando a tônica de nossa política de trabalho.

Dessa forma, os esforços empregados na Papely, permitem a customização, ou seja, a elaboração, o desenvolvimento e a adaptação da embalagem, com a finalidade de atender às necessidades de seu negócio.

O Atendimento ao cliente é feito através de sistemas informatizados e máquinas modernas. Isso permite que as decisões se tornem ágeis e rápidas oferecendo ao cliente um atendimento personalizado, recursos e soluções de acordo com as suas necessidades.

Mais do que um embrulho


"O anúncio em sacos de pão, além de mais barato do que a mídia em massa, se apresentam como uma forma de segmentar a comunicação", explica Alvarenga, presidente da CVV (Centro de Valorização da Vida). Segundo ele, a principal meta é trazer ao mercado a utilização de mídias sustentáveis focadas na preservação ambiental agregando visibilidade ao produto.

"Este é um investimento de grande visibilidade e alto impacto, já que as embalagens de papel ajudam a diminuir a circulação de milhares de sacolas plásticas pela cidade", salienta. Umas das grandes razões do sucesso dos anúncios em sacos de papel é que as pessoas não jogam fora. Elas levam para casa e os depositam sobre a mesa.

Sustentabilidade Ambiental


A consciência ambiental vem crescendo no mundo e todos estão preocupados com os impactos e o mal que a poluição faz ao planeta. Por isso, diversos segmentos da economia têm o dever de cuidar e zelar por um futuro menos poluído. Atentos à essa tendência mundial, os empresários sorocabanos Alcebíades Alvarenga da Silva e João Antônio Ramos, da empresa Papely Indústria e Comércio de Artefatos de Papel, acabam de apostar em uma idéia que surgiu aproximadamente há alguns anos na Espanha, que se traduz em uma alternativa de mídia para a panfletagem.

O saco de pão está presente nas mesas de todos os brasileiros diariamente", explica Alvarenga. "É ótimo para as panificadoras, que podem reduzir ou até zerar o custo das embalagens", afirma. "As padarias percebem que essa é uma forma de fazer girar o comércio local e economizar" complementa o sócio da empresa João Antônio.

Continue lendo...

Como resultado a publicidade inserida em sua frente e verso é vista por toda família durante diversas vezes ao dia. "A originalidade esta no desenvolvimento de todo o processo, desde a produção até a entrega", afirmou o diretor da Papely. "Estabelecemos parcerias para vender a publicidade nos sacos de papel.

A proposta de publicar e de abranger as diversas datas significativas durante o ano, como natal, carnaval, dia dos pais, das mães. Neste caso, são as embalagens temáticas. Até mesmo a copa do mundo no Brasil pode se constituir tema", afirma Alvarenga. Outra proposta é de usar como veículo de publicidade na venda de produtos ou fixação de imagem. Impressos em policromia, estampas e fotos coloridas, as embalagens geram um belo impacto visual.

"Elas (as embalagens) também podem conter mensagens, poesias ou informações que as pessoas podem ler enquanto degustam o café da manhã." Todo o papel utilizado pela Papely é proveniente de madeira de reflorestamento certificada. Os cuidados se estendem as tintas à base de água sem aditivos tóxicos.

O mesmo ocorre com a cola aplicada nas embalagens que tem base vegetal. "Além de todos esses cuidados, oferecemos outro produto revolucionário, que é o papel Barreira Gordura. Ele é utilizado pela grande maioria das padarias e pastelarias de Sorocaba", explica Alvarenga. "O consumidor come o pastel ou outro produto e não suja as mãos."

DAMOS MUITA IMPORTÂNCIA A RELAÇÃO COM OS NOSSOS CLIENTES, VISANDO SEMPRE SUPRIR SUAS NECESSIDADES.

Nossa equipe de colaboradores

Contamos com uma equipe de profissionais orientados à atender de forma ágil e solícita em todas as suas necessidades.


 

Saiba mais sobre a história da Papely

ATUANDO NO SEGMENTO DE EMBALAGENS HÁ MAIS DE 40 ANOS

A Papely atua no segmento de embalagens há mais de 40 anos, com unidade fabril em Sorocaba e clientes em diversas cidades. Os investimentos sistemáticos no processo produtivo são diferenciais em nossos produtos e serviços, dando a tônica de nossa política de trabalho.

Dessa forma, os esforços empregados na Papely, permitem a customização, ou seja, a elaboração, o desenvolvimento e a adaptação da embalagem, com a finalidade de atender às necessidades de seu negócio.

O Atendimento ao cliente é feito através de sistemas informatizados e máquinas modernas. Isso permite que as decisões se tornem ágeis e rápidas oferecendo ao cliente um atendimento personalizado, recursos e soluções de acordo com as suas necessidades.

Mais do que um embrulho


"O anúncio em sacos de pão, além de mais barato do que a mídia em massa, se apresentam como uma forma de segmentar a comunicação", explica Alvarenga, presidente da CVV (Centro de Valorização da Vida). Segundo ele, a principal meta é trazer ao mercado a utilização de mídias sustentáveis focadas na preservação ambiental agregando visibilidade ao produto.

"Este é um investimento de grande visibilidade e alto impacto, já que as embalagens de papel ajudam a diminuir a circulação de milhares de sacolas plásticas pela cidade", salienta. Umas das grandes razões do sucesso dos anúncios em sacos de papel é que as pessoas não jogam fora. Elas levam para casa e os depositam sobre a mesa.

Sustentabilidade Ambiental


A consciência ambiental vem crescendo no mundo e todos estão preocupados com os impactos e o mal que a poluição faz ao planeta. Por isso, diversos segmentos da economia têm o dever de cuidar e zelar por um futuro menos poluído. Atentos à essa tendência mundial, os empresários sorocabanos Alcebíades Alvarenga da Silva e João Antônio Ramos, da empresa Papely Indústria e Comércio de Artefatos de Papel, acabam de apostar em uma idéia que surgiu aproximadamente há alguns anos na Espanha, que se traduz em uma alternativa de mídia para a panfletagem.

O saco de pão está presente nas mesas de todos os brasileiros diariamente", explica Alvarenga. "É ótimo para as panificadoras, que podem reduzir ou até zerar o custo das embalagens", afirma. "As padarias percebem que essa é uma forma de fazer girar o comércio local e economizar" complementa o sócio da empresa João Antônio.

Continue lendo...

Como resultado a publicidade inserida em sua frente e verso é vista por toda família durante diversas vezes ao dia. "A originalidade esta no desenvolvimento de todo o processo, desde a produção até a entrega", afirmou o diretor da Papely. "Estabelecemos parcerias para vender a publicidade nos sacos de papel.

A proposta de publicar e de abranger as diversas datas significativas durante o ano, como natal, carnaval, dia dos pais, das mães. Neste caso, são as embalagens temáticas. Até mesmo a copa do mundo no Brasil pode se constituir tema", afirma Alvarenga. Outra proposta é de usar como veículo de publicidade na venda de produtos ou fixação de imagem. Impressos em policromia, estampas e fotos coloridas, as embalagens geram um belo impacto visual.

"Elas (as embalagens) também podem conter mensagens, poesias ou informações que as pessoas podem ler enquanto degustam o café da manhã." Todo o papel utilizado pela Papely é proveniente de madeira de reflorestamento certificada. Os cuidados se estendem as tintas à base de água sem aditivos tóxicos.

O mesmo ocorre com a cola aplicada nas embalagens que tem base vegetal. "Além de todos esses cuidados, oferecemos outro produto revolucionário, que é o papel Barreira Gordura. Ele é utilizado pela grande maioria das padarias e pastelarias de Sorocaba", explica Alvarenga. "O consumidor come o pastel ou outro produto e não suja as mãos."

DAMOS MUITA IMPORTÂNCIA A RELAÇÃO COM OS NOSSOS CLIENTES, VISANDO SEMPRE SUPRIR SUAS NECESSIDADES.

Nossa equipe de colaboradores

Contamos com uma equipe de profissionais orientados à atender de forma ágil e solícita em todas as suas necessidades.